Conecte-se conosco

Famosos

Entenda o que é a síndrome de Ramsay Hunt, que deixou o rosto de Justin Bieber paralisado – Entretenimento

Published

on


Os fãs de Justin Bieber se desesperaram ao descobrir que o cantor canadense teve de cancelar shows por causa de problemas de saúde. Alguns reclamaram bastante, e o astro pop foi às redes sociais para contar que estava com a síndrome de Ramsay Hunt e que parte do seu rosto ficou paralisada.


Ele explicou: “[Para] quem está frustrado por eu ter cancelado os próximos shows, [informo que] estou fisicamente incapaz de fazê-los. Isso é bem sério, como podem ver. Queria que não fosse o caso, mas meu corpo está pedindo para eu desacelerar. Espero que entendam que estou usando esse tempo para descansar, relaxar e me recuperar 100% para fazer o que eu nasci para fazer”.


A síndrome é uma doença viral causada pelo mesmo patógeno que provoca a catapora. Segundo o infectologista Luiz Otávio da Fonseca, da Paraná Clínicas, a doença “é o resultado da reativação da infecção latente pelo vírus Varicela-zoster“.


O indivíduo em algum momento da vida já teve contato com o vírus da catapora, e depois de um tempo ele reaparece e causa o herpes-zóster ou a síndrome de Ramsay Hunt, que é mais rara.


Os sintomas da enfermidade de Bieber são vesículas na pele na região da orelha, dor, inchaço e vermelhidão no pescoço ou próximo do ouvido e paralisia facial.


“Ocorre o comprometimento do nervo facial, ocasionando paralisia facial e lagoftalmo, que é a incapacidade de fechar o olho do mesmo lado das lesões”, diz Fonseca.


Bieber contou aos seguidores que estava passando por esse problema: “Percebam que esse olho não está piscando. Não consigo sorrir deste lado do meu rosto. Esta narina não consegue mover”.


Os infectados também podem ter zumbido no ouvido, tontura, lacrimejamento nos olhos e alterações auditivas e do paladar. Os sintomas duram algumas semanas, e a doença pode deixar sequelas.


“As sequelas podem ser reversíveis ou irreversíveis, a depender do caso. Geralmente, sessões de fisioterapia podem ser auxiliares no tratamento e na recuperação”, orienta o infectologista.


Além da fisioterapia, o tratamento pode ser feito por meio de medicamentos antivirais e corticoides, que são considerados os remédios mais fortes disponíveis para reduzir a inflamação no corpo.


A transmissão entre as pessoas só acontece entre uma que está infectada e outra que nunca teve contato com o vírus da varicela. “Como a maioria das pessoas têm contato com o vírus ainda na infância, seja por infecção ou pela vacinação, em geral já há imunidade estabelecida na vida adulta”, conclui o médico.


Fonte: r7.com

Famosos

Deborah Secco faz comentário sem tabu sobre anatomia feminina: “Lavou, tá nova”

Published

on

Deborah Secco faz comentário sem tabu sobre anatomia feminina:

A artista Deborah Secco, 42, em entrevista para o Jojo Meia Nove, versão adulta do talk show da cantora Jojo Toddynho,  dispensou conservadorismos e comentou sem tabu sobre a anatomia feminina. O bate papo também contou com a participação da educadora sexual Caroline Amanda. 

Após o trio ser indagado por uma espectadora, chamada Luana, se a vagina da mulher fica mais “larga“, conforme a frequência da vida sexual de uma mulher, Deborah Secco responde sem filtro: “Não, amor, eu sou a prova viva disso“, dispara. A informação, segundo a mulher, foi passada por sua tia, e é um mito que parcela da sociedade reproduz, além de ser uma informação com viés machista para reprimir a liber sexual que hoje as mulheres possuem. 

Reta e direta, a atriz detalhou a própria anatomia. “Pode ficar tranquila que ela fica super justinha“, disse. “Amor, lavou tá nova. Ninguém nem sabe que você usou.“, brincou.


A atriz é conhecida pelo seu jeito sincero de ser. (Reprodução/Instagram)


Durante a participação do programa, a atriz ainda revelou técnicas de contração e relaxamento dos músculos vaginais, chamado pompoarismo que garantem bastante prazer a mulher durante a relação, além de fazer com o que orgasmo se intensifique e dure mais. “Gozar não é errado“, declarou. “Gozar não é feio. Gozar é legal. Todo mundo goza, ou deveria.”

Amor, depois do programa eu te mostro, depois que terminar o programa eu vou te fazer uma demonstração“, afirmou Deborah. Perguntada por Caroline Amanda se queria fazer uma exibição da técnica ali, ela declinou. “É muito íntimo, mas para a Jojo depois eu faço.

Ela ainda terminou com uma declaração sobre prazer sexual, direcionada principalmente às mulheres. “Gozar não é errado“, declarou. “Gozar não é feio. Gozar é legal. Todo mundo goza, ou deveria.”

A artista é conhecida por seu jeito sincero e já fez diversas declarações polêmicas que dividiram opiniões na internet.

Foto Destaque: Deborah Secco. Reprodução/Instagram.


Fonte: r7.com

Continue lendo

Famosos

Giovanna Ewbank celebra 36 anos com festa inspirada nas Spice: “Preparados?” | Famosos

Published

on

Giovanna Ewbank

Giovanna Ewbank mostrou que seu aniversário conta com tema inspirado nos anos 2000.

Giovanna Ewbank
Giovanna Ewbank posou usando look para festa anos 2000 – Foto: Reprodução / Instagram

Giovanna Ewbank completou 36 anos no último mês, mas decidiu celebrar seu aniversário apenas agora, e já tem o tema de sua festa preparado. Nas redes sociais, a apresentadora mostrou que a temática será inspirada nos anos 2000.

“Hoje é dia de festa! Depois de 2 anos sem comemorar, chamei meu ursinho Leo Fuchs, entramos juntos num túnel do tempo e saímos direto nos anos 2000. PREPARADOS?”, começou Gio.

Sim, hoje é dia de festa e eu vim dividir um pouquinho do que vai ser esse surto com vocês!“, comemorou a artista. No Instagram, Ewbank posou para diversos registros usando looks inspirados nas Spice Girls.

Giovanna Ewbank rebateu crítica de internauta

Giovanna Ewbank se revoltou com uma pergunta de um dos seguidores e rebateu a crítica nas redes sociais, por ser questionada se já havia “plantado alguma árvore na vida” por comentar sobre as eleições deste domingo (02/10).

Um dos internautas perguntou: “Mulher, você já plantou alguma árvore na vida? Você está sendo tombada no Instagram e ainda quer ser aqui“. Na sequência, a pessoa acabou apagando a mensagem enviada à apresentadora, que se defendeu e ironizou, afirmando ter plantado 20 mil árvores.

Larissa Nobrega


Fonte: r7.com

Continue lendo

Famosos

Elizabeth Olsen revela que sofre de ataques de pânico: “Achei que cairia morta a qualquer momento” | Famosos

Published

on

A atriz Elizabeth Olsen
A atriz Elizabeth Olsen
A atriz Elizabeth Olsen – Foto: Reprodução / Instagram

Elizabeth Olsen, famosa por interpretar a Feiticeira Escarlate nos filmes da Marvel, cedeu uma recente entrevista para a revista “Variety” e revelou que, desde os seus 21 anos, sofre de ataques de pânico. Irmã das também atrizes Mary-Kate e Ashley Olsen, ela comenta que teve uma infância tranquila, só passando para lidar com as questões emocionais durante o começo de sua vida adulta.

Eu não sabia o que era ansiedade ou ataques de pânico até fazer 21 anos“, disse ela, que atualmente tem 33 anos de idade. “Foi quando eu comecei a ter ataques de pânico. Lembro de tê-los sempre na mesma hora. Eu costumava morar [em Nova York] na Rua 13, perto da 6 e da 7, eu estava cruzando a 6 em direção à 14 e aí não consegui atravessar a rua. Eu me apoiei contra uma parede e achei que cairia morta a qualquer momento”, revelou a famosa estrela da Marvel.

Ela ainda lembrou de outros episódios. “Se eu fosse do frio para o calor, do calor para o frio, da fome para a barriga cheia, da barriga chega para a fome, ‘opa, tem algo errado!’. Eu começava a ficar zonza. Era estranho demais. Um médico achou que poderia ser vertigem, porque tudo começava a girar. Então foram seis meses muito agitados, confessou a atriz.

Elizabeth Olsen comenta sobre ataques de pânico

Olsen ainda contou que aprendeu a lidar com as crises: “Eu tinha uma amiga que estava frequentando um psiquiatra – ou psicólogo, não sei – porque ela teve ataques de pânico antes de mim. E acabei aprendendo muito sobre como lidar com o cérebro”.

Eu fazia algo muito parecido com um exercício de atuação que fazia no teatro, que é chamado de repetição, onde você está constantemente fazendo observações sobre a pessoa à sua frente e está apenas tentando se conectar. Quando eu andava na rua, eu começava a nomear tudo o que via em voz alta para me livrar dos pensamentos em espiral no meu cérebro. Foi uma ferramenta útil. Acabou sendo essa prática que me tirou dessa. Eu não queria tomar remédios, mas tinha remédios para o caso de sentir que estava tendo uma emergência e só de tê-los na minha bolsa era bom. É muito estranho porque eu não era uma criança ansiosa. Eu era muito agitada e confiante”, completou a artista.

Fonte: r7.com

Continue lendo
Publicidade

MAIS LIDAS