Conecte-se conosco

Entretenimento

Anitta: ‘Ser jovem é difícil, eles estão sempre te julgando e não é assim para os homens’

Published

on

Após o lançamento do novo single ‘Me Gusta’ feat. Cardi B & Myke Towers, Anitta na capa da Fault Magazine.

A superstar se tornou a principal artista de uma nova geração da música latino-americana, nesta entrevista discutindo suas novas músicas, levando-a internacionalmente e sendo orgulhosamente franca. Liderada por ‘Me Gusta’, a maior popstar feminina de todos os tempos está pronta para levar sua cultura para o mundo todo.

Na nova música ‘Me Gusta’ (ft. Cardi B e Myke Towers)…
“A música é sobre mulheres poderosas. Ela fala sobre como eu amo as mulheres que são elas mesmas, que dançam e fazem o que querem fazer. É uma mistura de gente também na pista – uma dos Estados Unidos, outra do mundo latino / Columbia e outra do Brasil, então é uma grande mistura cultural. O vídeo foi gravado no mesmo lugar que Michael Jackson gravou ‘They Don’t Really Care About Us’. Tem uma mensagem muito grande por trás disso. ”

Em se internacionalizar e levar a cultura brasileira para o mundo…
“Gosto de trazer minha cultura brasileira sempre que estou trabalhando porque acho que faz parte de quem eu sou! Faz sentido e explica por que estou fazendo isso, por que estou me internacionalizando. Quero levar minha cultura brasileira para o mundo. Então, quando chegamos ao estúdio ou desenhamos como será o videoclipe, sempre tentamos dar um toque brasileiro a ele. Mesmo que eu esteja cantando em espanhol ou inglês, sempre tentamos trazer o Brasil de alguma forma … Acho importante que meu país se sinta representado quando estou fazendo algo. ”

Sobre usar a crítica como motivação …
“Eu odeio muito quando as pessoas vêm até mim com esse preconceito, críticas ou ideias de algo que não faz sentido, ou sentem que não somos totalmente personificados na forma como falamos. Isso me motiva a educar as pessoas sobre como aceitar as diferenças. Aceitar que as pessoas têm gostos diferentes, as pessoas são diferentes umas das outras… Adoraria fazer parte da história. É por isso que gosto de ser … não problemático … mas trazer assuntos para as pessoas falarem, que as faça pensar. ”

Em ser totalmente ela mesma …
“Eu sou muito honesto sobre quem eu sou e sempre sou eu mesmo. E não acho que as pessoas possam aceitar tanto a verdade. Então para mim o mais difícil é fazer as pessoas entenderem o meu jeito de ser, que é bem diferente dos outros. O preconceito é um grande problema. Ser jovem é difícil, eles estão sempre te julgando e não é assim para os homens ”.

Entretenimento

Lobão adiciona música de Rita Lee ao álbum ‘Canções de quarentena’

Published

on

♪ Lobão decidiu incluir uma segunda música de Rita Lee no repertório do álbum Canções de quarentena. Como o artista revelou em rede social, o cantor vai gravar Ando jururu, composição apresentada pela autora há 47 anos no álbum Atrás do porto tem uma cidade (1974), gravado por Rita com o grupo Tutti Frutti.

Além de Ando jururu, Lobão também selecionou Balada do louco (Arnaldo Baptista e Rita Lee, 1972) – música do repertório do grupo Os Mutantes – para o álbum.

Gravado desde o primeiro semestre de 2020 com produção orquestrada solitariamente por Lobão (inicialmente no Rio de Janeiro e, desde dezembro, em São Paulo), o disco Canções de quarentena reúne registros inéditos de músicas da década de 1970 que reverberam na memória afetiva de Lobão.

Ainda inédito, o álbum já gerou seis singles, sendo que o último, Canalha, foi lançado em 29 de janeiro deste ano de 2021 com regravação do rock do compositor Walter Franco (1945 – 2019), apresentado pelo autor em 1979 em festival promovido pela TV Tupi.

O trem azul (Lô Borges e Ronaldo Bastos, 1972), BR-3 (Antonio Adolfo e Tibério Gaspar, 1970), Canteiros (Fagner sobre poema de Cecília Meirelles, 1973), Pedaço de mim (Chico Buarque, 1978) e Eu quero é botar meu bloco na rua (Sérgio Sampaio, 1972) foram, pela ordem, os cinco singles anteriores do álbum.

O sétimo e ainda inédito single deverá ser Retalhos de cetim, samba de 1973 que se tornou o primeiro grande sucesso do cantor e compositor Benito Di Paula.

♪ Eis outras músicas já gravadas por Lobão para o álbum Canções de quarentena, mas ainda inéditas:

♪ Azul da cor do mar (Tim Maia, 1970)

♪ Na hora do almoço (Belchior, 1971)

♪ Tarde em Itapoã (Toquinho e Vinicius de Moraes, 1971)

♪ Balada do louco (Arnaldo Baptista e Rita Lee, 1972)

♪ Cais (Milton Nascimento e Ronaldo Bastos, 1972)

♪ Como vai você (Antonio Marcos e Mário Marcos, 1972)

♪ Hoje ainda é dia de rock (Zé Rodrix, 1972)

♪ Pérola negra (Luiz Melodia, 1971)

♪ Retalhos de cetim (Benito Di Paula, 1973)

♪ Os alquimistas estão chegando os alquimistas (Jorge Ben Jor, 1974)

Fonte: Mauro Ferreira g1.globo.com

Continue lendo

Entretenimento

Diogo Nogueira abre parceria com Moacyr Luz entre as músicas inéditas do álbum ‘Lua’

Published

on

Cantor revive sucesso de Gilberto Gil no último disco ao vivo da trilogia ‘Samba de verão’.

♪ Diogo Nogueira fecha a trilogia do projeto audiovisual Samba de verão com a edição do álbum Lua, programado para sexta-feira, 5 de março. Ao longo das nove faixas de Lua, o cantor e compositor carioca dá voz a quatro músicas inéditas.

Cadê? – uma dessas músicas inéditas – é a primeira parceria de Diogo com Moacyr Luz. Samba que abre o disco, Vai embora não traz as assinaturas dos compositores Claudemir e Rodrigo Leite. Patrimônio mais nobre (Gabrielzinho do Irajá e Waltis Zacarias) e Um pedido (Carlos Caetano e Sombra) completam o lote de inéditas de Lua.

No fecho da gravação ao vivo feita em 26 de novembro de 2020 em balsa montada em Niterói (RJ), na Baía de Guanabara, o artista também cai no samba de Gilberto Gil (Aquele abraço, de 1969) e junta três sambas da lavra de Jorge Aragão – Ontem (1988), Minta meu sonho (1989) e Já é (Jorge Aragão e Flávio Cardoso, 2000) – em medley que reitera o tom comemorativo de grande parte do repertório selecionado por Diogo Nogueira para este projeto de verão.

Fonte: BLOG DO MAURO FERREIRA / G1.globo.com

Continue lendo

Entretenimento

Com carnaval virtual, estrelas do axé apresentam as músicas que são apostas para o verão 2021

Published

on

Carnaval de Salvador foi suspenso por causa da pandemia do coronavírus, no entanto, alguns artistas farão transmissões ao vivo pela internet durante o período em que aconteceria a festa.

Sem carnaval, artistas baianos apresentam as músicas que são apostas para o verão 2021 — Foto: Arte G1https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

O Carnaval de Salvador deste ano vai ser diferente. Ele não poderá acontecer em sua maneira tradicional, tomando as avenidas da cidade, por causa da pandemia do novo coronavírus. No entanto, alguns artistas baianos decidiram fazer transmissões ao vivo durante o período em que aconteceria a festa, com o intuito de animar os foliões dentro de casa.

A cantora Claudia Leitte fará uma live com Ivete Sangalo em dia 13 de fevereiro, quando seria comemorado o sábado de carnaval em Salvador.

Quem também confirmou a realização de uma live foi o cantor Bell Marques. Ela vai acontecer em 14 de fevereiro, dia em que seria comemorado o domingo de carnaval na capital baiana. A transmissão ao vivo está prevista para às 16h, horário em que seria a saída do bloco Camaleão.

Além disso, os cantores Léo Santana, Tony Salles e Xanddy decidiram se juntar para fazer a transmissão ao vivo do “Encontro”. A live de carnaval acontecerá no dia 13 de fevereiro e terá repertório repleto de sucessos dos artistas.

Apostas para o verão 2021

Apesar de o Carnaval de Salvador ter sido suspenso por conta da pandemia da Covid-19, alguns artistas baianos lançaram as músicas de trabalho que serão apostas para o verão 2021. Ivete Sangalo, Harmonia do Samba, Léo Santana e Parangolé são alguns dos que já estão com os hits viralizando na internet.


No pagode, o público pode conferir “Tá Solteira, Mas Não Tá Sozinha” e “Venenosa”, de Ivete Sangalo em parceria com Xanddy, do Harmonia do Samba, e da banda Parangolé, respectivamente. O frevo ficou por conta de “Quando o Carnaval Chegar”, de Daniela Mercury, que será lançada oficialmente no dia 5 de fevereiro.

IVETE SANGALO E HARMONIA DO SAMBA

Ivete Sangalo e Xanddy, do Harmonia do Samba — Foto: Divulgação

Ivete Sangalo e Xanddy, do Harmonia do Samba — Foto: Divulgação

Música: Tá Solteira, Mas Não Tá Sozinha
Compositores: Ivete Sangalo, Samir, Radamés Venâncio e Gigi
A parceria entre Ivete Sangalo e Xanddy, do Harmormia do Samba, será a aposta de ambos para o verão de 2021. A música fala sobre uma mulher empoderada, que sabe o que quer e, apesar de estar solteira, nunca está sozinha.

A banda Harmonia do Samba também lançou, recentemente, a música ‘ Pagodão’, que está na lista das que concorrem na votação Bahia Folia 2021.

LÉO SANTANA

Léo Santana — Foto: Joilson César/Ag. Haack

Léo Santana — Foto: Joilson César/Ag. Haack

Música: Samu
Compositores: Vitão e Los Brasileiros
A aposta do cantor Léo Santana para o verão de 2021 é “Samu”, música gravada em parceria com o cantor Vitão. Na canção, os artistas contam a história de um homem que acabou se apaixonando por uma mulher mesmo sem ter a intenção de se apegar.

Recentemente, Léo Santana lançou a música ‘Já te esqueci’, com participação da banda Barões da Pisadinha. A canção está na lista das que concorrem na votação Bahia Folia 2021.


CLAUDIA LEITTE

Claudia Leitte — Foto: Joilson César/Ag Haack

Claudia Leitte — Foto: Joilson César/Ag Haack

Música: Mulherão
Compositores: Diego Brandão e Shylton Fernandes
A música fala de uma mulher que acabou de sair de um relacionamento, porque o namorado queria ficar solteiro e pegar geral. No entanto, ele não faz ideia do “mulherão” que perdeu e só vai se dar conta quando for tarde demais. Quando isso acontecer, ele já vai estar bloqueado pela ex-namorada que, por sua vez, estará curtindo a vida de solteira.

Recentemente, Claudia Leitte lançou a música ‘Rodou’, com participação do cantor Wesley Safadão. A canção está na lista das que concorrem na votação Bahia Folia 2021.

DANIELA MERCURY

Daniela Mercury — Foto: Sérgio Pedreira/Aghaack

Daniela Mercury — Foto: Sérgio Pedreira/Aghaack

Música: Quando o Carnaval Chegar
Compositora: Daniela Mercury
Apesar de já ter cantado “Quando o Carnaval Chegar” no Domingão do Faustão, programa da TV Globo, a canção de Daniela Mercury foi lançada no dia 5 de fevereiro. A música foi gravada em parceria com Gal Costa e escrita em homenagem a Moraes Moreira. Na letra, a cantora fala sobre aproveitar o carnaval intensamente quando ele chegar.

PSIRICO

Márcio Victor — Foto: Márcio Reis /Ag Haack

Márcio Victor — Foto: Márcio Reis /Ag Haack

Música: Barril Dobrado
Compositores: Marquinhos Esteves, Pablo Bispo, Ruxell e Sergio Santos
“Barril Dobrado” fala de um casal que não tinha a aprovação do pai da menina para ficar junto, já que o namorado não tinha dinheiro e vivia com o nome sujo. No entanto, apesar disso, o casal fica unido e passa pelas dificuldades da vida.

PARANGOLÉ

Tony Salles — Foto: Joilson César/Ag Haack

Tony Salles — Foto: Joilson César/Ag Haack

Música: Venenosa
Composição: Luciano Chaves, Marco Lima e Tony Salles
A banda Parangolé apostou em uma música em parceria com a cantora Lexa. Com uma mistura de pagode baiano e umas batidas de funk, a letra fala de uma mulher que ama ir em festa rave e dançar até o chão.

BELL MARQUES

Bell Marques   — Foto: Renato S. Cerqueira/Estadão Conteúdo

Bell Marques — Foto: Renato S. Cerqueira/Estadão Conteúdo

Música: Brilhaê Camaleão
Composição: Roberto Moura, Paulinho do Reggae, Lu Lacerda e Pipo Marques
A canção do cantor Bell Marques foi feita em homenagem ao bloco Camaleão. Na letra, o artista fala sobre o amor que tem pelo bloco e qual o sentimento que é despertado quando ele vê a multidão que é arrastada pelo Camaleão no carnaval.

Fonte: G1 BA

Continue lendo
Publicidade

MAIS LIDAS

Enable Notifications    OK No thanks