Entretenimento

Cantora Pink se defende depois de compartilhar fotos de seus filhos correndo pelo Memorial do Holocausto

Cantora Pink defendeu-se como ela antecipou as críticas da “polícia parental” Instagram depois de compartilhar um piscar de seus filhos correndo em torno do Memorial do Holocausto em Berlim, Alemanha.

A estrela do Walk Me Home postou a foto de sua filha Willow, oito anos, e o filho de dois anos, Jameson, no site de compartilhamento de fotos no domingo, e escreveu: “Berlin, eu te amo. #Holocaustmemorial #panamarestaurant #cocktailclasses #history #herstory #worldtour e para todos os comentários, essas duas crianças são na verdade judias, assim como eu e toda a família da minha mãe.

“A própria pessoa que construiu isso acreditava em crianças sendo crianças, e para mim isso é uma celebração da vida após a morte. Por favor, mantenham seu ódio e julgamento para si mesmos.”

Enquanto Cantora Pink recebeu alguns comentários críticos de seus seguidores no Instagram, outros a elogiaram pela imagem, com a atriz Selma Blair escrevendo: “Eu também amo Berlim. Eu amo que o que aconteceu não está sendo esquecido. Eu amo essa celebração da vida. Eu amo você.”

“Peter Eisenman (o arquiteto) disse que queria que os visitantes do memorial se comportassem livremente, e disse que ele pode imaginá-lo como um lugar onde as crianças brincam entre os pilares ou fazem piquenique nas margens. Ele deixou claro que quer faça parte da vida cotidiana em vez de um lugar sagrado “, escreveu outro, enquanto um terceiro comentou:” Um memorial em que as crianças podem aprender sobre as atrocidades cometidas, mas, por favor, não imaginem que as pessoas que morreram o massacre não quer que o som do riso das crianças rodeie o espaço do lado de fora porque é TÃO PESADO por dentro, com razão, e há adolescentes legítimos que fazem o mesmo ”.

Pink já havia batido a “polícia dos pais” depois de compartilhar um pouquinho de Willow correndo pelos sprinklers no Instagram na semana passada.

Deixe uma resposta