Conecte-se conosco

Entretenimento

Compositora de single de Zayn Malik lembra 1º contato com música, em Manaus: ‘Cresci no Teatro AM’

Published

on

Iliana Nedialkova, da Bulgária, morou entre 1997 e 2003 na cidade, quando pais fizeram parte da Amazonas Filarmônica. Após ir do clássico ao pop, compositora agora quer trabalhar com Anitta.

Depois de um clipe dirigido pelo brasileiro José Padilha, o cantor Zayn Malik lançou uma nova produção que tem um pouco de, digamos, raízes brasileiras.

Isso porque o novo single do ex-One Direction, “Entertainer”, tem a assinatura da compositora búlgara Iliana Nedialkova. Mas, onde entra o Brasil nessa história? É que ela passou a infância em Manaus e foi em terras amazonenses que teve seu primeiro contato com a música.

Iliana conversou (em português) com o G1 alguns dias após o lançamento do clipe de “Entertainer”. O vídeo tem mais de 8 milhões de visualizações no YouTube.

Ela conta que essa é a primeira composição que emplaca com um popstar. A ponte foi feita por um amazonense: o engenheiro de gravação de Zayn, Henrique Andrade.

“Eu já vinha escrevendo e produzindo música com meu marido, Alexandre Bursztyn, há algum tempo. O Henrique apresentou nosso material e o Zayn gostou. Isso abriu as portas pra gente colaborar em ‘Entertainer'”, explica.

A musicista hoje mora em Los Angeles, mas foi em Manaus que a paixão pela música começou a florescer. Ela se mudou para a capital amazonense ainda criança. Morou na cidade por seis anos, de 1997 a 2003, quando os pais tocavam na Orquestra Amazonas Filarmônica.

“Foi onde aprendi a falar português, inglês, e onde comecei a tocar violino. Eu sempre tive uma conexão muito forte com a música, por ser a terceira geração de uma familia de músicos. Naquela época, minha mãe (violinista) e meu pai (oboísta) eram músicos da orquestra e eu assistia aos ensaios o tempo todo. Praticamente cresci dentro do Teatro Amazonas”, lembra.

Iliana posa no Teatro Amazonas, local onde seus pais fizeram várias apresentações com a Amazonas Filarmônica (Foto: Arquivo Pessoal)

Iliana posa no Teatro Amazonas, local onde seus pais fizeram várias apresentações com a Amazonas Filarmônica (Foto: Arquivo Pessoal)

Ao G1, Iliana diz que muitas das primeiras memórias que tem do Brasil são da época que morava em Manaus – depois da capital amazonense, ela também morou em Brasília (DF).

“Lembro da simpatia das pessoas, do melhor açaí do mundo, [da praia da] Ponta Negra, o calor, e o famoso cachorro quente, o ‘Kikão'”, lembra compositora.

“Outro dia tive que buscar a receita na internet para poder fazer aqui”, conta a compositora, que diz ainda não ter tido a oportunidade de voltar à cidade.

Da música clássica ao pop

E como uma jovem criada em meio à música clássica e violinista de formação acabou enveredando pela música pop?

“Eu toquei violino clássico durante 19 anos, mas sempre me identifiquei mais com a música popular, por ser mais ‘leve’, mais acessivel e interativa para um público maior”, explica.

“Senti muita vontade de deixar a criatividade fluir, me expressar com texto e melodias de voz, de criar algo novo para o mundo em vez de viver a vida aperfeiçoando a execução de composiçes ja existentes há muito tempo”, diz.

Sobre “Entertainer”, Iliana explica que a canção fala sobre “dor e relações não resolvidas”, mas prefere não dar mais detalhes para que cada ouvinte dê sua própria interpretação à letra. “Se eu falar demais vou quebrar essa magia”, resume.

E Iliana não quer parar em Zayn, não. A lista de colaboradores dos sonhos é extensa, e vai de Frank Ocean a Glen Hansard, passando por Adele. Sobra até espaço para uma popstar brasileira. “Seria bem legal escrever também com a Anitta algum dia”.

Com informações da Camila Henriques, G1 AM

Continue lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

Katy Perry promete ‘hinos inspiradores’ para novo álbum de verão

Published

on

Katy Perry não tem planos de impedir o lançamento de seu sexto álbum “edificante” devido ao nascimento iminente de sua filha.

A cantora de 35 anos largou Daisies, o single principal de seu novo disco, na sexta-feira, e confirmou que um álbum deve ser lançado nos próximos meses.

“Eu tenho esse corpo de trabalho e havia uma pergunta: devo esperar até o próximo ano? E eu estava tipo, uma coisa é certa, estou tendo um filho neste verão”, disse o criador de hits do Firework em uma entrevista ao Música nova diariamente no Apple Music.

“Toda a minha vida está prestes a mudar e tenho certeza de que terei um novo acesso a emoções diferentes das quais nunca tive e poderei escrever, por isso vou escrever um outro disco provavelmente quando isso acontecer , “ela acrescentou, observando que seus fãs desejam músicas” animadoras “para ajudá-los a enfrentar a pandemia de coronavírus em andamento.

“Eu só acho que neste verão as pessoas querem música, querem dançar. Eles podem querer alguns hinos inspiradores e inspiradores. E eu gosto de estar associado a eles”, continuou a grávida juíza do American Idol.

Katy está programada para apresentar sua nova música e também dará aos fãs uma lição sobre como tocar a música acusticamente, durante o evento de transmissão ao vivo do In The House por meio do aplicativo social de bate-papo por vídeo Houseparty, ao lado de estrelas como John Legend, Snoop Dogg, 2 Chainz, e Zooey Deschanel, neste fim de semana.

Continue lendo

Entretenimento

Miley Cyrus não ‘se sente apropriado’ compartilhando sua nova música no momento

Published

on

A estrela Miley Cyrus de 27 anos terminou de trabalhar em seu novo disco – a continuação de ‘Younger Now’ de 2017 – e enquanto ela revelou que o material é “influenciado pelo rock”, ela não queria revelar as faixas com a música. mundo ainda lutando com a pandemia de coronavírus.

Admitindo que ela estava pronta para sair em turnê, ela disse à WSJ Magazine: “Mas é difícil sentir-se apropriado ao lançar músicas neste momento.

” Mas eu fiz um disco que é influenciado pelo rock, daí o meu mullet. Este não foi apenas um corte de cabelo aleatório da quarta-feira ‘Tiger King’.

“Era para acompanhar a música nova, mas agora estou percorrendo Calabasas com uma tainha de Joe Exotic”.

O hitmaker ‘We Can’t Stop’

Uma fonte disse: “Miley tinha muita música pronta para sair no verão passado, mas voltou para a prancheta quando se separou de Liam.

” Havia muita busca pela alma a ser feita e ela reavaliava tudo nela. vida, incluindo as músicas que ela estava se preparando para lançar. “

Dizem que a cantora até colaborou com os ícones pop punk dos EUA Blink-182 para a próxima coleção, e até passou algum tempo no estúdio com o ‘What’s My Age Again?’ grupo no final de 2019.

A fonte acrescentou: “Ela entrou em estúdio com o Blink-182 no final do ano passado e está realmente satisfeita com o resultado. O álbum agora está soando muito mais rock ‘n’ roll. É muito diferente do seu som pop dos anos passados. 

Continue lendo

Entretenimento

Dua Lipa teve que “trabalhar mais para ser levada a sério” como uma estrela pop feminina

Published

on

Dua Lipa se esforçou para ser levada a sério como uma artista feminina começando na indústria da música.

A estrela pop britânica Dua Lipa rapidamente se tornou um dos maiores nomes da música, graças a hits como New Rules, Don’t Start Now e Physical, mas falando no podcast Rolling Stone Music Now, a cantora admitiu que alcançar seu status de estrela não era fácil.

“Artistas pop, principalmente mulheres, precisam trabalhar mais para serem levados a sério”, disse ela. “Você precisa trabalhar muito mais para que as pessoas realmente acreditem que essas são suas letras, que essa é sua visão”.

Dua Lipa continuou compartilhando que muitas vezes canta letras edificantes para ajudá-la a se sentir mais empoderada, citando a frase: “Eu sei que você não está acostumada com uma alfa feminina”, da faixa-título ao segundo álbum, Future Nostalgia, como exemplo .

“Quando eu coloco letras assim no meu disco, e as executo, me sinto mais empoderado e mais forte, e sim, eu sou como ‘eu sou uma alfa feminina'”, ela refletiu. “Mas também é o reconhecimento de que somos construídos nas costas de gigantes. Houve mulheres fortes e influentes desde que eu era muito pequena na indústria da música: Pink, Alicia Keys, Nelly Furtado, Madonna, Janet Jackson”.

Dua Lipa , 24 anos, continuou insistindo que ama todas as suas músicas – porque sabe que elas dão muita alegria aos fãs.

“As pessoas dizem: ‘Você está cansado de cantar a mesma música repetidamente?’ Eu não sou, porque não é realmente sobre mim nesse caso – é sobre os ouvintes “, ela sorriu.

Continue lendo
Publicidade

MAIS LIDAS