Entretenimento

Compositora de single de Zayn Malik lembra 1º contato com música, em Manaus: ‘Cresci no Teatro AM’

Iliana em dois momentos: criança, em Manaus (esquerda) e em Los Angeles, com o violino, instrumento que toca há quase 20 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

Iliana Nedialkova, da Bulgária, morou entre 1997 e 2003 na cidade, quando pais fizeram parte da Amazonas Filarmônica. Após ir do clássico ao pop, compositora agora quer trabalhar com Anitta.

Depois de um clipe dirigido pelo brasileiro José Padilha, o cantor Zayn Malik lançou uma nova produção que tem um pouco de, digamos, raízes brasileiras.

Isso porque o novo single do ex-One Direction, “Entertainer”, tem a assinatura da compositora búlgara Iliana Nedialkova. Mas, onde entra o Brasil nessa história? É que ela passou a infância em Manaus e foi em terras amazonenses que teve seu primeiro contato com a música.

Iliana conversou (em português) com o G1 alguns dias após o lançamento do clipe de “Entertainer”. O vídeo tem mais de 8 milhões de visualizações no YouTube.

Ela conta que essa é a primeira composição que emplaca com um popstar. A ponte foi feita por um amazonense: o engenheiro de gravação de Zayn, Henrique Andrade.

“Eu já vinha escrevendo e produzindo música com meu marido, Alexandre Bursztyn, há algum tempo. O Henrique apresentou nosso material e o Zayn gostou. Isso abriu as portas pra gente colaborar em ‘Entertainer'”, explica.

A musicista hoje mora em Los Angeles, mas foi em Manaus que a paixão pela música começou a florescer. Ela se mudou para a capital amazonense ainda criança. Morou na cidade por seis anos, de 1997 a 2003, quando os pais tocavam na Orquestra Amazonas Filarmônica.

“Foi onde aprendi a falar português, inglês, e onde comecei a tocar violino. Eu sempre tive uma conexão muito forte com a música, por ser a terceira geração de uma familia de músicos. Naquela época, minha mãe (violinista) e meu pai (oboísta) eram músicos da orquestra e eu assistia aos ensaios o tempo todo. Praticamente cresci dentro do Teatro Amazonas”, lembra.

Iliana posa no Teatro Amazonas, local onde seus pais fizeram várias apresentações com a Amazonas Filarmônica (Foto: Arquivo Pessoal)
Iliana posa no Teatro Amazonas, local onde seus pais fizeram várias apresentações com a Amazonas Filarmônica (Foto: Arquivo Pessoal)

Ao G1, Iliana diz que muitas das primeiras memórias que tem do Brasil são da época que morava em Manaus – depois da capital amazonense, ela também morou em Brasília (DF).

“Lembro da simpatia das pessoas, do melhor açaí do mundo, [da praia da] Ponta Negra, o calor, e o famoso cachorro quente, o ‘Kikão'”, lembra compositora.

“Outro dia tive que buscar a receita na internet para poder fazer aqui”, conta a compositora, que diz ainda não ter tido a oportunidade de voltar à cidade.

Da música clássica ao pop

E como uma jovem criada em meio à música clássica e violinista de formação acabou enveredando pela música pop?

“Eu toquei violino clássico durante 19 anos, mas sempre me identifiquei mais com a música popular, por ser mais ‘leve’, mais acessivel e interativa para um público maior”, explica.

“Senti muita vontade de deixar a criatividade fluir, me expressar com texto e melodias de voz, de criar algo novo para o mundo em vez de viver a vida aperfeiçoando a execução de composiçes ja existentes há muito tempo”, diz.

Sobre “Entertainer”, Iliana explica que a canção fala sobre “dor e relações não resolvidas”, mas prefere não dar mais detalhes para que cada ouvinte dê sua própria interpretação à letra. “Se eu falar demais vou quebrar essa magia”, resume.

E Iliana não quer parar em Zayn, não. A lista de colaboradores dos sonhos é extensa, e vai de Frank Ocean a Glen Hansard, passando por Adele. Sobra até espaço para uma popstar brasileira. “Seria bem legal escrever também com a Anitta algum dia”.

Com informações da Camila Henriques, G1 AM

Deixe uma resposta